Aditivos na ensilagem do capim-elefante. I. Composição bromatológica das forragens e das respectivas silagens

João Batista de Andrade, Wagner Lavezzo

Resumo


Foi realizado um ensaio para avaliar os efeitos da adição de 0, 8, 16 e 24% de matéria seca de rolão de milho, farelo de trigo e sacharina na forragem verde de Pennisetum purpureum Schum. cv. Guaçu, no momento da ensilagem. O delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso com parcelas subdivididas. Nas parcelas estudaram-se os aditivos e os níveis, e, nas subparcelas, os tipos de forragem (forragens + aditivos e suas silagens). A capineira foi fertilizada com 20 t/ha de esterco verde de curral e 80, 160 e 160 kg/ha de P2O5, N e K2O, respectivamente. A forragem foi ensilada em silos experimentais (bombonas de plástico de 200 L). Verificaram-se aumentos lineares nos teores de matéria seca com o uso dos aditivos, e o rolão de milho foi o que mais elevou essa característica. A adição de farelo de trigo e sacharina elevou a porcentagem de proteína bruta e carboidratos solúveis, enquanto a aplicação de rolão de milho reduziu-os. A ensilagem do capim exclusivo ou com 8% dos aditivos causou perdas de componentes solúveis da matéria seca (proteína bruta, cinzas e extrativos não nitrogenados) e permitiu aumentos relativos dos componentes menos solúveis (fibra bruta e matéria orgânica).


Palavras-chave


Pennisetum purpureum; nutrição animal

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461