Absorção, distribuição e metabolismo de 6-benziladenina em explantes de Hyacinthus amethystina cv. Albus

Mario Angelo Vidor, César Pérez Ruiz, Belén Fernández Muñiz, Maria Luz Centeno

Resumo


Com objetivo de estudar a absorção, distribuição e metabolismo de 6-benziladenina (BA) em Hyacinthus amethystina cv. Albus (jacinto pirenáico), utilizaram-se explantes de escamas de bulbos cultivados em meio MS, suplementado com 4,90 mM de AIB e 22,19 mM de BA. Os explantes foram cultivados em duas posições quanto à sua polaridade: dorsal e ventral. No momento de tomar as amostras, cada explante foi dividido em duas partes: basal e apical. Os explantes foram cultivados em presença de 8-(14C)-BA com atividade específica de 2,0 GBq/mmol, adicionado ao meio em tal proporção que cada recipiente de cultivo tivesse uma atividade de 940 KBq. As amostras para análise foram tomadas 1, 12, 36 e 72 horas de cultivo. Em jacinto pirenáico existe relação direta entre a distribuição de BA e o desenvolvimento dos explantes. A maior parte de BA foi absorvida nas primeiras 36 horas de cultivo e, embora se produza mais na zona de contato do explante com o meio, a BA absorvida é transportada a distintas partes do explante, e isto varia com a polaridade de cultivo. Houve relação direta entre a posição de cultivo do explante, o metabolismo do regulador, o conteúdo de supostas formas ativas de BA e as respostas morfogênicas.

Palavras-chave


6-benziladenina; HPLC; polaridade de cultivo

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461