A utilização de germoplasma mexicano no melhoramento de trigo no Brasil

Cantídio Nicolau Alves de Sousa

Resumo


No Brasil, o trigo está exposto a muitos fatores adversos ao seu desenvolvimento, havendo necessidade de se dispor de uma ampla base genética para possibilitar o melhoramento genético dessa espécie. O Centro Internacional de Melhoramento de Milho e Trigo (CIMMYT), localizado no México, vem realizando intercâmbio de material genético com o Brasil. As características das cultivares desenvolvidas no México e de interesse no programa de melhoramento do trigo no Brasil são: bom tipo agronômico, baixa estatura de plantas e, muitas vezes, boa resistência às ferrugens e/ou boa qualidade industrial. Objetiva-se apresentar a influência do germoplasma mexicano no desenvolvimento das cultivares de trigo recomendadas no Brasil, bem como as diversas formas de como esse germoplasma é utilizado. Com a expansão da cultura do trigo no Paraná, no Mato Grosso do Sul e em São Paulo, a partir da década de 70, em áreas sem problemas de toxicidade de alumínio no solo, foram recomendadas várias cultivares introduzidas do México. Treze cultivares mexicanas que estiveram em cultivo no México também foram recomendadas no Brasil, entre elas INIA 66, Cocoraque 75 e Anahuac 75, as quais foram muito cultivadas no Brasil. Vinte e seis cultivares foram recomendadas no Brasil, a partir de introduções de linhas mexicanas. Foram recomendadas para cultivo mais de 50 cultivares brasileiras descendentes de cruzamentos utilizando germoplasma mexicano. Em 1990, de 104 cultivares em recomendação no Brasil, 29 eram mexicanas ou de origem mexicana e 35 eram cultivares brasileiras descendentes de cruzamentos envolvendo mexicanas. Dessa maneira, a contribuição do germoplasma mexicano foi muito importante para o melhoramento genético do trigo no Brasil, tanto na utilização direta (introduções), em áreas sem alumínio tóxico no solo, como em cruzamentos para todas as situações onde o trigo é cultivado.

Palavras-chave


Triticum aestivum; trigo brasileiro

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461