Adubação orgânica e mineral e calagem influenciando o rendimento do arroz irrigado

Ademar Brancher, Flávio A. de Oliveira Camargo, Gabriel de Araújo Santos

Resumo


O sistema de manejo adotado para as áreas produtoras de arroz irrigado na região Norte Fluminense, RJ, tem conduzido a um progressivo desgaste da camada orgânica dos gleissolos. O efeito de alguns componentes do manejo do solo, como a adubação e a calagem, foi o objetivo do presente estudo. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, com amostras de dois horizontes (A e Cg) de um solo gley pouco húmico, coletado no vale do Rio São João, RJ, onde foi avaliado o efeito da adição de estrume bovino, palha de arroz, NPK e calagem, mais as interações entre tratamentos, sobre o rendimento do arroz irrigado. Constatou-se que o horizonte superficial A propiciou um melhor desenvolvimento vegetativo e rendimento de grãos, em comparação com o horizonte subsuperficial (Cg). A adubação mineral aumentou o peso de matéria seca da palhada e das raízes e o rendimento de grãos em ambos os horizontes, enquanto o esterco aumentou os valores destes parâmetros apenas no horizonte A. A incorporação de palha aumentou o peso da palhada e das raízes, mas diminuiu o rendimento de grãos no horizonte A, enquanto no subsuperficial (Cg) diminuiu o rendimento da matéria seca da palhada e não permitiu a formação de grãos.


Palavras-chave


Oriza sativa; solos alagados; palha de arroz; esterco de gado; horizontes do solo

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461