Acúmulo de matéria seca e de nitrogênio por genótipos de cevada com altura normal e reduzida

Jorge Luiz Nedel, Steven Edward Ullrich, William Lee Pan

Resumo


Para avaliar o movimento do nitrogênio do solo para a planta e dentro desta, estudos de acúmulo de matéria seca e de N são necessários. O objetivo deste trabalho foi o de estudar o efeito de 30, 60, 90 e 120 kg/ha de N no acúmulo de matéria seca e N em oito genótipos de cevada cervejeira (quatro com altura normal e quatro com altura reduzida, mutantes de cada um dos normais), e duas testemunhas. Verificou-se variabilidade entre os genótipos no acúmulo de matéria seca até a antese e na transferência desta para o grão. Foram observadas diferenças entre os genótipos no acúmulo de N até a antese (de 36,6 a 52,9 mg N/planta), após a antese (de -2,3 a 10,8 mg N/planta) e no total de N acumulado na planta (de 69 a 149,2 mg N/planta em 1987 e 41,3 a 56,5 mg N/planta em 1989). Diferenças consistentes foram observadas, entre os isótipos pares, no N acumulado após antese e no N total, ambos maiores nos isótipos de altura normal. Verificou-se, também, variabilidade entre os genótipos na remobilização do N para o grão. Discutem-se as relações entre distribuição de matéria seca e N na planta.


Palavras-chave


Hordeum vulgare; proteína; resposta ao nitrogênio

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461