Estudos hídricos com substratos vegetais para cultivo de orquídeas epífitas

João Batista Ioriatti Dematté, Maria Esmeralda Soares Payao Dematté

Resumo


 Na FCAV-UNESP, em Jaboticabal, SP, durante três anos, compararam-se substratos vegetais para cultivo de orquídeas epifitas, tendo o xaxim como referencial no que diz respeito à retenção e perda de água. Usaram-se dois lotes de todos os substratos em cada amostragem: armazenados em laboratório (novos) e expostos a condições de cultivo de orquídeas em ripado (usados). Os substratos novos geralmente adsorveram menos água do que os usados. Comparando materiais novos, o xaxim adsorveu, inicialmente, a maior quantidade de água, e os blocos de casca de coco ("coxim"), a menor. 0 "coxim", entretanto, apresentou grande capacidade de adsorção de água depois de usado. A adição de carvão vegetal aos substratos não alterou significativamente as características estudadas. Em termos de comportamento em relação à água, os substratos mais recomendáveis para substituir o xaxim foram "coxim" puro e em mistura com carvão vegetal ou casca de Eucalyptus grandis; os menos recomendáveis, casca de E. grandis pura e em mistura com carvão vegetal.

Palavras-chave


Orchidaceae; substratos; adsorção de água; perda de água

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461