Análise econômica de sistemas de rotação de culturas para cevada, sob sistema plantio direto

Henrique Pereira dos Santos, Ivo Ambrosi, João Carlos Ignaczak, Itacir Sandini

Resumo


De 1984 a 1993, foram avaliados, em Guarapuava, PR, Brasil, os efeitos de sistemas de rotação de culturas. Procedeu-se, neste trabalho, à análise econômica dos sistemas estudados. Os tratamentos constaram de quatro sistemas de rotação para cevada: sistema I (cevada/soja); sistema II (cevada/soja e ervilhaca/milho, de 1984 a 1989, e cevada/soja e aveia branca/soja, de 1990 a 1993); sistema III (cevada/soja, linho/soja e ervilhaca/milho, de 1984 a 1989, e cevada/soja, ervilhaca/milho e aveia branca/soja, de 1990 a 1993); e sistema IV (cevada/soja, linho/soja, ervilhaca/milho e aveia branca/soja). De 1984 a 1989, os sistemas I (R$ 196,76), II (R$ 293,26), III (R$ 242,69) e IV (R$ 239,55) não diferiram significativamente quanto à receita líquida. Da mesma forma, de 1990 a 1993, os sistemas II, III e IV, com receitas líquidas médias de R$ 447,62; R$ 400,46 e R$ 349,43, respectivamente, não apresentaram diferenças significativas, em relação ao sistema I (R$ 370,04); no entanto, as receitas líquidas anuais do sistema II, nos dois períodos estudados, tomaram-no a melhor alternativa, visto terem sido superiores às dos demais sistemas ou delas não terem diferido.

Palavras-chave


insumos; custos; receita bruta; receita líquida

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461