Estimativas de parâmetros genéticos na interpopulação de milho BR-105 x BR-106 e suas implicações no melhoramento

Cláudio L. Souza Junior, Manoel Xavier dos Santos, Ricardo Magnavaca, Elto Eugenio Gomes e Gama

Resumo


Avaliou-se o potencial genético das populações de milho (Zea mays L.) BR-105 e BR-106 para o melhoramento in interpopulacional. Utilizaram-se progênies de meios-irmãos interpopulacionais, que foram avaliadas em Sete Lagoas, MG, Goiânia, GO e Londrina, PR. A estimativa da heterose para peso de espigas foi de 19,23% e 17,86% em relação à média dos pais e ao pai superior, respectivamente. A variância da interação efeitos aditivos x locais foi 2,49 vezes superior à variância genética aditiva; apesar disto, existe variabilidade genética aditiva suficiente para permitir progresso substancial com seleção para uma ampla região, uma vez que o progresso estimado com seleção recorrente recíproca foi de 7,69%. A probabilidade esperada dos melhores híbridos de linhagens é, em média, 25% e 33% superior ao híbrido interpopulacional, antes e após dois ciclos de seleção, respectivamente. Com base nestes resultados, concluiu-se que estas populações possuem elevado potencial para serem utilizadas em programas de seleção recorrente recíproca e para obtenção de híbridos de linhagens.


Palavras-chave


<i>Zea mays</i>; seleção recorrente recíproca; meios-irmãos interpopulacionais

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461