Aptidão dos campos de Lages (SC) para produção de milho em diferentes épocas de semeadura

Luís Sangoi

Resumo


Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o potencial de produção de grãos de cultivares de milho, em diferentes épocas de semeadura, na região dos campos de Lages, localizada no planalto catarinense. O experimento foi conduzido em dois anos agrícolas: 1986/87 e 1988/89. Em cada ano agrícola foram testadas duas cultivares e quatro épocas de semeadura. No ano agrícola de 1986/87 foram testados os hibridos Cargill 511 e Agroceres 28C, os quais foram semeados em 30.09, 28.10, 01.12 e 06.01. Já em 1988/89 foram testados os híbridos Cargill 511 e Agroceres 104, semeados em 16.09, 14.10, 17.11 e 14.12. Os maiores rendi-mentos de grãos foram obtidos nas semeaduras realizadas no período compreendido entre em 16.09 e 17.11. À medida que a semeadura foi retardada em relação a este período, diminuiu-se o número de espigas produzidas por planta, bem como o peso médio de grãos formados por espiga, o que determinou a obtenção de menores rendimentos de grão nas semeaduras mais tardias.


Palavras-chave


<i>Zea mays</i>; cultivares; plantio; rendimento de grãos

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461