Diferenças na tomografia da resistividade elétrica do solo devido aos níveis de água em sistema agropecuário integrado

Alberto Carlos de Campos Bernardi, Thomas Pitrat, Ladislau Marcelino Rabello, José Ricardo Macedo Pezzopane, Cristiam Bosi, Giulia Guillen Mazzuco, Giovana Maranhão Bettiol

Resumo


O objetivo deste trabalho foi caracterizar a variabilidade espacial da resistividade elétrica do solo devido a diferentes umidades do solo, em sistema agropecuário integrado. A resistividade elétrica (RE) do solo foi medida com o sensor de contato “Automatic Resistivity Profiling” (ARP) em duas datas, em 2016, em área de 9,7 ha com diferentes umidades do solo. Os mapas obtidos indicaram que a RE permitiu delimitar as regiões dentro da área de estudo e indicar diferenças do movimento e da acumulação de água nos horizontes do solo. Apesar da tendência de redução dos valores da RE com o aumento da umidade do solo, a estrutura de correlação espacial da RE é similar.

Palavras-chave


sistema ARP; sensor de solo; teor de água no solo

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461