Comparação de métodos isotópicos de 15N na determinação da eficiência de recuperação do nitrogênio da adubação verde

Ednaldo da Silva Araújo, Bárbara Fernanda da Silva, Emerson Dalla Chieza, Segundo Urquiaga, José Guilherme Marinho Guerra, Janaína Ribeiro Costa, Jose Antonio Azevedo Espíndola

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar três métodos isotópicos de aplicação de 15N ao solo para determinar a eficiência de recuperação do nitrogênio derivado da adubação verde pelo milho (Zea mays). Utilizou-se o delineamento experimental de blocos ao acaso, com seis repetições. Os tratamentos consistiram de três métodos isotópicos de 15N: método indireto I, diluição isotópica com 15N sintético aplicado por um pequeno orifício ao lado de cada planta de milho; método indireto II, diluição isotópica com 15N sintético espalhado em sulco ao lado da linha de plantio do milho; e método direto, aplicação de palhada de leguminosa como adubo verde, marcada com 2,32% de 15N em excesso. O adubo verde utilizado foi o feijão-de-porco (Canavalia ensiformis). A aplicação de 15N sintético no solo (métodos indiretos I e II) não interferiu na estimativa da eficiência de recuperação do N da adubação verde. A eficiência de recuperação do N proveniente do adubo verde foi de 17% nos métodos indiretos, superestimada em comparação à de 7% no método direto. O método direto é o mais adequado para determinação da eficiência de recuperação do N derivado da adubação verde.

Palavras-chave


Zea mays; fixação biológica de nitrogênio; leguminosa

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461