Métodos uni e multivariados aplicados ao estudo de adaptabilidade e estabilidade em aveia-branca

Vianei Rother, Cezar Augusto Verdi, Liamara Bahr Thurow, Ivan Ricardo Carvalho, Victoria Freitas de Oliveira, Luciano Carlos da Maia, Eduardo Venske, Camila Pegoraro, Antonio Costa de Oliveira

Resumo


O objetivo deste trabalho foi comparar o uso de métodos biométricos uni e multivariados na avaliação da adaptabilidade e da estabilidade de um importante grupo de cultivares de aveia-branca (Avena sativa), cultivadas no Sul do Brasil. Utilizou-se o delineamento experimental de blocos ao acaso, em arranjo fatorial 12 ambientes x 7 cultivares, com três repetições. A análise de variância e os métodos de Eberhart & Russel, de Annicchiarico e da média harmônica do desempenho relativo dos valores genéticos preditos (MHPRVG) foram avaliados. Na comparação geral dos métodos, os genótipos 'UPFA Gaudéria' e 'URS Guapa' foram os mais estáveis em relação à produtividade de grãos. Os genótipos 'UPFA Gaudéria' e 'URS-21' destacaram-se em peso do hectolitro, tendo apresentado as melhores respostas pelo método de Annicchiarico e da MHPRVG. Para a massa de mil grãos, todos os métodos apresentaram resultados semelhantes, o que indica que o genótipo 'UPFA Gaudéria' apresentou os melhores resultados. O genótipo 'URS Guapa' foi superior quando foram utilizados os métodos de Eberhart & Russel, de Annicchiarico e da MHPRVG. Os métodos uni e multivariados avaliados são adequados para estimar com confiança a adaptabilidade e a estabilidade das cultivares para cada objetivo de produção, rendimento e qualidade de grãos.

Palavras-chave


Avena sativa; ambiente; genótipos; melhoramento genético de plantas

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461