Sistema de recirculação usando filtros biológicos aerados no cultivo de alevinos de tambaqui

Jô de Farias Lima, Daniel Montagner, Sting Silva Duarte, Eliane Tie Oba Yoshioka, Márcia Kelly Reis Dias, Marcos Tavares-Dias

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar um sistema de recirculação de água com uso de filtros biológicos aerados em tanques de criação de alevinos de tambaqui (Colossoma macropomum), com duas densidades de estocagem (1,4 e 2,5 kg m-³). Os biofiltros possuíam materiais semelhantes (meios) e os mesmos padrões granulométricos, mas com a ordem dos meios invertida (clássico e invertido). Foram monitorados durante 90 dias: a qualidade da água; os parâmetros zootécnicos, parasitológicos e hematológicos; e os índices hematimétricos. A temperatura da água, os níveis de oxigênio, o pH, a condutividade elétrica e a concentração de sólidos dissolvidos foram compatíveis com a produção de tambaqui e não diferiram entre os diferentes biofiltros e densidades. O valor de amônia e nitrito foi associado à densidade de estocagem e não ao biofiltro. Os parâmetros zootécnicos e hematológicos e os índices hematimétricos avaliados não foram influenciados nem pelo tipo de biofiltro nem pela densidade de estocagem. Ichthyophthirius multifiliis, Anacanthorus spathulatus, Notozothecium janauachensis e Mymarothecium boegeri foram os parasitas encontrados. Os filtros biológicos aerados, clássico e invertido têm similar eficiência na manutenção de parâmetros de qualidade de água para o cultivo de alevinos de tambaqui.

Palavras-chave


Colossoma macropomum; aquicultura; parasitos; produção

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461