Evolução espacial e temporal do arroz-vermelho resistente às imidazolinonas em cultivos de arroz 'Clearfield'

Augusto Kalsing, Ives Clayton Gomes dos Reis Goulart, Carlos Henrique Paim Mariot, Valmir Gaedke Menezes, Felipe de Oliveira Matzenbacher, Aldo Merotto Junior

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a distribuição de populações de arroz-vermelho (Oryza sativa) resistente às imidazolinonas (R-IMI), a frequência dos alelos que conferem resistência às IMI, e a adoção de práticas agronômicas aplicadas ao controle do arroz-vermelho, em estações de cultivo e regiões produtoras de arroz do Estado do Rio Grande do Sul (RS), Brasil. No experimento, 1.008 populações de arroz-vermelho foram avaliadas quanto à resistência às IMI, 760 plantas de arroz-vermelho R-IMI foram genotipadas quanto aos alelos da acetolactato sintase (ALS) que conferem resistência às IMI, e 40 produtores de arroz 'Clearfield' foram entrevistados. As populações de arroz-vermelho R-IMI estavam amplamente distribuídas no RS, desde a época de cultivo em 2006/2007, com maior frequência inicial nas regiões orizícolas da Depressão Central e da Fronteira Oeste. A ocorrência de arroz-vermelho R-IMI variou de 1,6 a 3,5 anos após o lançamento do arroz 'Clearfield'. A mutação Gly654Glu da ALS foi mais frequente nas populações de arroz-vermelho R-IMI, o que indica a ocorrência de fluxo gênico da cultivar de arroz 'Clearfield' para as plantas de arroz-vermelho. A rotação de culturas e o uso de sementes certificadas foram adotados por apenas 30% dos produtores de arroz 'Clearfield' entrevistados, com menores percentagens nas regiões em que o arroz-vermelho R-IMI apareceu mais rápido.

Palavras-chave


Oryza sativa; fluxo gênico; resistência a herbicidas; arroz-vermelho

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461