Cloreto de amônio como fonte alternativa de nitrogênio para cana-de-açúcar durante dois ciclos consecutivos

Michele Xavier Vieira Megda, Eduardo Mariano, José Marcos Leite, Marcio Mahmoud Megda, Paulo Cesar Ocheuze Trivelin

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de cloreto de amônio como fonte de nitrogênio para cana-de-açúcar (Saccharum sp.) no desenvolvimento da parte aérea e radicular da cultura durante dois ciclos consecutivos. O experimento foi conduzido em Latossolo Vermelho distrófico típico nos ciclos de primeira e segunda soqueira. Os tratamentos consistiram de quatro doses de N (50, 100, 150 e 200 kg ha-1) aplicadas na forma de cloreto de amônio (NH4Cl), além do controle, sem aplicação de N. O aumento da dose de NH4Cl elevou em até três vezes a condutividade elétrica do solo na camada de 0,0–0,2 m, com consequente aumento na concentração de cloro nas folhas. No segundo ciclo, os teores de cloro aumentaram em 1.900 mg kg-1 na folha com a aplicação de 200 mg kg-1 de NH4Cl, em comparação ao controle. No primeiro ciclo, a aplicação de doses de NH4Cl acima de 200 kg ha-1 de N promoveu queda na produtividade de colmos. Em ambos os ciclos, não houve efeito das doses de NH4Cl na fitomassa seca de raízes. Elevadas doses de NH4Cl, em ciclos consecutivos da cana-de-açúcar, resultam em decréscimos na produtividade de colmos industrializáveis.

Palavras-chave


Saccharum; condutividade elétrica; adubação nitrogenada; sistema radicular; produtividade de colmos

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461