Desempenho agronômico de laranja 'Valência' em combinação com 13 porta-enxertos no Rio Grande do Sul, Brasil

Marines Batalha Moreno Kirinus, Roberto Pedroso de Oliveira, Pricila Santos da Silva, Caroline Farias Barreto, Marcelo Barbosa Malgarim, Walter dos Santos Soares Filho

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho agronômico de laranjeira 'Valência' (Citrus sinensis), em combinação com 13 porta-enxertos cultivados nas condições edafoclimáticas do Rio Grande do Sul. Avaliaram-se as seguintes variáveis agronômicas: altura e volume da copa, produção por planta, eficiência produtiva, produtividade, diâmetro dos frutos, massa dos frutos, massa das cascas, rendimento do suco, sólidos solúveis, acidez titulável, relação sólidos solúveis:acidez, ácido ascórbico, coloração da casca, capacidade antioxidante e compostos fenólicos. Utilizou-se um delineamento experimental de blocos ao acaso, com três repetições e nove plantas por parcela, em arranjo bifatorial (13 porta-enxertos e as safras 2015 e 2016). Destacaram‑se os porta-enxertos: TSKC x TRDP-023, quanto ao rendimento de suco (54,0 e 51,7%), à relação açucar:acidez (8,66 e 6,99) e ao ácido ascórbico (49,3 e 51 mg 100 g-1); e o citrandarin 'San Diego', quanto ao teor de compostos fenólicos (106,4 e 74,9 100 g-1 de ácido gálico), à coloração (76,2 e 75,9 hue) e ao ácido ascórbico (42,2 e 44,7 mg 100 g-1). Os porta-enxertos TSKC x TRDP-026 e TSKC x CTQT1434-004 induzem a formação de copa e a precocidade produtiva de laranjeira 'Valência' nos primeiros anos, na região sul do Rio Grande do Sul.

Palavras-chave


Citrus sinensis; compostos bioativos; qualidade de frutos

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461