Estimativa do molhamento foliar da soja a partir de variáveis meteorológicas

Wagner Teigi Igarashi, Marcelo Augusto Aguiar e Silva, José Alexandre de França, Seiji Igarashi, Otávio Jorge Grigoli Abi Saab

Resumo


O objetivo deste trabalho foi determinar modelos para estimativa da percentagem de molhamento foliar em três alturas no dossel da soja (Glycine max), a partir de variáveis meteorológicas de estações instaladas na cultura e em posto agrometeorológico. O experimento foi conduzido em três safras agrícolas, em área com cultura de soja, no Município de Londrina, PR. Para a coleta das variáveis meteorológicas, foram instaladas árvores eletrônicas com sensores de molhamento, em quatro alturas (0,3, 0,6, 0,9 e 1,7 m), na cultura e uma estação em posto agrometeorológico. Separaram-se os dados de dias com e sem chuva, e realizaram-se as análises de correlação e de regressões simples e múltipla, para obter modelos com equações de estimativa de molhamento. A maioria das equações que não utilizou os dados dos sensores instalados a 1,7 m, principalmente as dos modelos baseados apenas nas variáveis do posto agrometeorológico, apresentou baixa confiabilidade. Os modelos obtidos a partir de dados meteorológicos unicamente da cultura de soja apresentam alta confiabilidade e utilizam menor quantidade de variáveis, o que os torna boa alternativa para estimativa de molhamento.


Palavras-chave


Glycine max; modelos empíricos; sensores de molhamento foliar; percentagem de molhamento foliar

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461