Absorção e exportação de macronutrientes em milho transgênico sob dois níveis de fertilização

Carine Gregório Machado Silva, Álvaro Vilela de Resende, Aarón Martínez Gutiérrez, Silvino Guimarães Moreira, Emerson Borghi, Gabriela Oliveira Almeida

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a absorção e a exportação de macronutrientes por híbridos transgênicos de milho sob níveis de fertilização médio e alto. Em cada nível de adubação, utilizou-se delineamento de blocos ao acaso na safra de verão, sob plantio direto e irrigação suplementar, com quatro cultivares e quatro repetições. As plantas foram amostradas ao longo de todo o ciclo, tendo-se separado folhas, colmo, palha da espiga, sabugo e grãos para determinação de massa de matéria seca e acúmulo de macronutrientes nos diferentes estádios fenológicos. Sob o nível elevado de fertilização, observou-se maior produção de massa de matéria seca e extração de nutrientes, mas produtividade de grãos similar à sob o nível médio de fertilização. Parte da absorção de N, P, Ca, Mg e S ocorre mais tarde no ciclo das cultivares transgênicas, as quais também apresentaram menores concentrações de P, K e S nos grãos quando comparadas a híbridos mais antigos. O comportamento diferencial das cultivares avaliadas sob diferentes níveis de fertilização indica a necessidade de atualização e aprimoramento das recomendações de manejo nutricional e de adubação para a cultura do milho.


Palavras-chave


Zea mays; eficiência de uso de fertilizantes; alta produtividade; consumo de luxo; extração de nutrientes; exigência nutricional

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461