Diversidade morfológica e chave de identificação para variedades locais de cará na Amazônia Central

Patrick Beyerlein, Henrique dos Santos Pereira

Resumo


O objetivo deste trabalho foi selecionar um conjunto ideal de descritores morfológicos para caracterizar a diversidade fenotípica de variedades locais de cará (Dioscorea trifida) cultivadas no Município de Caapiranga, na região da Amazônia central, e desenvolver uma chave de identificação botânica. Uma coleção de 140 acessos e um cultivo experimental com uma amostra representativa de 20 variedades regionais foram utilizados para testar 64 descritores morfológicos para as partes aéreas e subterrâneas da planta. Foram selecionados 48 descritores, dos quais 13 para tubérculos, 12 para caules, 14 para folhas e 9 para inflorescências e sementes. Uma análise de agrupamento baseada nos dados morfológicos mostrou a formação de dois grupos de variedades locais com maior similaridade: tubérculos de polpa branca e de polpa roxa. Os resultados fornecem ferramentas para programas de conservação in situ e ex situ e de melhoramento, considerando-se a importância de manter e reconhecer o valor do cará como recurso genético nativo importante para a segurança alimentar na região.

Palavras-chave


Dioscorea trifida; agrobiodiversidade; Dioscoraceae; recursos genéticos; plantas alimentícias nativas; similaridade fenotípica

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-1813