Repetibilidade de características de frutos de duas populações de Hancornia speciosa da região “core” do Cerrado do Brasil

Carlos Eduardo Lazarini da Fonseca, Fernanda Monteiro de Morais, Helenice Moura Gonçalves, Fabiana de Gois Aquino, Fernando Souza Rocha

Resumo


O objetivo deste trabalho foi estimar os coeficientes de repetibilidade de características dos frutos de mangaba (Hancornia speciosa), para definir o número de frutos necessários para seleção precisa de genótipos superiores, assim como conjecturar sobre a natureza da variação fenotípica dessas características. Avaliaram-se 160 frutos de 16 genótipos de duas populações nativas de H. speciosa de Goiás Velho e Padre Bernardo, no Estado de Goiás. A repetibilidade foi estimada por análise de variância, análise de componentes principais com base na covariância e na matriz de correlação, e por análise estrutural baseada na matriz de correlação. As estimativas de repetibilidade quanto à massa, ao diâmetro e ao comprimento dos frutos, bem como quanto ao número e à massa de sementes, foram de baixa magnitude, de 0,02 a 0,62, o que indica baixa herdabilidade. As estimativas de repetibilidade quanto a ºBrix, à acidez titulável e à relação ºBrix/acidez foram maiores, de 0,34 a 0,91, o que indica herdabilidade que varia de baixa a potencialmente moderada. O número de frutos para seleção efetiva dos melhores genótipos quanto à acidez titulável, a ºBrix, à relação ºBrix/acidez e à massa de fruto é de quatro para um nível de acurácia de 0,85. No entanto, sete frutas permitiriam acurácia de 0,90, para as mesmas características, e acurácia de 0,85 para comprimento e diâmetro do fruto. O número e a massa de sementes por fruto não são eficazes para prever o valor real de um genótipo.

Palavras-chave


coeficiente de determinação; mangaba; medidas repetidas; Cerrado; eficiência seletiva

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-1813