Canibalismo, desempenho de crescimento e composição corporal de juvenis de trairão em diferentes fotoperíodos

Shayenne Elizianne Ramos, Aline Ferreira Souza de Carvalho, Tássia Flávia Dias Castro, Ana Carina Nogueira Vasconcelos, Galileu Crovatto Veras, Carlos Alberto Mourão Júnior, Luis David Solis Murgas

Resumo


O objetivo deste trabalho foi determinar o efeito do fotoperíodo sobre o canibalismo, o crescimento e a composição corporal de juvenis de trairão (Hoplias intermedius). Um delineamento inteiramente casualizado foi empregado, com quatro fotoperíodos – 0L:24D, 6L:18D, 12L:12D e 18L:6D horas de luz (L) por horas de escuridão (D) – e quatro repetições, pelo período de 90 dias. Os parâmetros analisados foram: canibalismo, crescimento em peso e comprimento, consumo alimentar, conversão alimentar, taxa de eficiência proteica, crescimento muscular e composição corporal (umidade, lipídios, cinzas e proteína bruta). Os peixes do fotoperíodo 12L:12D apresentaram maior taxa de sobrevivência e nenhum canibalismo, bem como grande uniformidade nos valores de comprimento e massa ao final do experimento. O melhor fotoperíodo para juvenis de trairão é 12L:12D, uma vez que os peixes mostraram uniformidade de crescimento e nenhum canibalismo, enquanto peixes dos grupos 6L:18D e 18L:6D apresentaram maior diâmetro de fibras musculares brancas e maior frequência de fibras de maior diâmetro. Os peixes apresentaram menor valor de lipídios no fotoperíodo 6L:18D, e o maior valor no 12L:12D. O fotoperíodo afeta a sobrevivência e o canibalismo; quanto à composição corporal, somente os lípidos são influenciados pelo fotoperíodo.

Palavras-chave


Hoplias intermedius; peixes; lipídio; músculo

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461