Métodos alternativos de evapotranspiração de referência para os principais tipos climáticos do Paraná

Bruno César Gurski, Daniela Jerszurki, Jorge Luiz Moretti de Souza

Resumo


O objetivo deste trabalho foi definir os melhores métodos alternativos de estimativa de evapotranspiração de referência (ETo), para os principais tipos climáticos (Cfa e Cfb) do Estado do Paraná. Foram testados os métodos de Budyko, Camargo, Hargreaves-Samani, Linacre e Thornthwaite, os quais foram comparados com a ETo calculada com o método de Penman-Monteith ASCE (EToPM), entre 1986 e 2015, em oito estações meteorológicas. O desempenho dos métodos alternativos foi obtido por meio do coeficiente de determinação (R2), do índice “d” de concordância, do índice “c” de desempenho e da raiz quadrada do erro médio (RMSE). O método de Hargreaves-Samani tem melhor desempenho na estimativa da evapotranspiração de referência para os principais tipos climáticos do Paraná. O método de Camargo possibilita menores erros entre valores padrão de ETo, obtidos com o método Penman-Monteith, e os valores estimados. Os métodos de Thornthwaite, Linacre e Budyko não são adequados para estimar a ETo em nenhum tipo climático do Estado do Paraná.


Palavras-chave


variabilidade climática; manejo da irrigação; dados climáticos faltantes; Penman Monteith; modelos simplificados; balanço hídrico

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461