Potencial de intensificação da pecuária no Brasil baseado na análise de dados censitários e de satélite

Arielle Elias Arantes, Victor Rezende de Moreira Couto, Edson Eyji Sano, Laerte Guimarães Ferreira

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial de intensificação da pecuária no Brasil. A taxa de lotação de bovinos de corte foi estimada de acordo com dados censitários agrícolas da produção pecuária municipal. A capacidade de suporte das pastagens foi obtida pela combinação de imagens “moderate resolution imaging spectroradiometer” (Modis) de produtividade primária bruta e de dados da demanda diária de matéria seca por unidade animal (UA). A lotação bovina no Brasil, em 2014/2015, foi de 0,97 UA ha-1, e a capacidade de suporte de 3,60 UA ha-1; portanto, há potencial de intensificação médio de 2,63 UA ha-1. O maior potencial de intensificação médio foi observado na região Sul (3,62 UA ha-1), e os menores nas regiões Norte (2,13 UA ha-1) e Nordeste (2,22 UA ha-1). É possível estimar a taxa de lotação bovina, a capacidade de suporte das pastagens e o potencial de intensificação da pecuária ao integrar dados do senso agrícola e de sensoriamento remoto.


Palavras-chave


pastagens brasileiras; taxa de lotação bovina; produtividade primária bruta; intensificação da pecuária; Modis GPP; capacidade de suporte da pastagem

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461