Adaptabilidade e estabilidade de cultivares de arroz irrigado por inundação lançadas para a região subtropical do Brasil

Eduardo Anibele Streck, Ariano Martins de Magalhães Júnior, Paulo Ricardo Reis Fagundes, Gabriel Almeida Aguiar, Paulo Henrique Karling Facchinello, Antônio Costa de Oliveira

Resumo


O objetivo deste trabalho foi estimar os efeitos da interação genótipo x ambiente e o potencial genotípico de cultivares de arroz irrigado por inundação, lançadas entre 1972 e 2017, para o Rio Grande do Sul. Os experimentos foram realizados em campo, em todas as regiões agroclimáticas de cultivo de arroz irrigado por inundação do estado, entre os anos agrícolas de 2005/2006 e 2015/2016, no total de 60 ambientes, com 1.961 unidades experimentais. Vinte e cinco cultivares de arroz irrigado foram avaliadas quanto aos caracteres produtividade de grãos, altura de plantas, dias para o florescimento e qualidade de grãos inteiros após o beneficiamento. Os valores de adaptabilidade e estabilidade foram estimados por meio de modelos mistos. As cultivares de arroz BRS Pampa, BRS Pampeira e BRSCIRAD 302 apresentaram, simultaneamente, alta produtividade genotípica de grãos, adaptabilidade, estabilidade, bons atributos agronômicos e bom rendimento de grãos inteiros após o beneficiamento. 'BRSCIRAD 302' e 'BRS Pampa' apresentam alta estabilidade produtiva e podem ser recomendadas para cultivo em todas as regiões orizícolas do Rio Grande do Sul. 'BRS Pampeira' é responsiva às melhorias do ambiente e é indicada para condições de alta tecnologia.


Palavras-chave


Oryza sativa; interação genótipo x ambiente; modelos mistos; melhoramento genético; zoneamento de cultivares

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461