Adubação de milho de alto rendimento com cama de aves tendo como critério o nitrogênio

Juliano Corulli Corrêa, Marco André Grohskopf, Agostinho Rebellatto, Amanda Zolet Rigo, Arlei Coldebella

Resumo


O objetivo deste trabalho foi recomendar doses de nitrogênio a partir de fertilizantes orgânicos produzidos com cama de aves, nas formas farelada e peletizada, em comparação ao fertilizante mineral, na cultura do milho de alto potencial produtivo, em sistema plantio direto. Os tratamentos foram dispostos em arranjo fatorial 3×3+1, com: três fertilizantes, dois orgânicos com cama de aves nas formas farelada (OF) e peletizada (OP) e um mineral (M); três doses de nitrogênio de 65, 100 e 135% da necessidade de N recomendada para milho; e controle sem adubação. Após cinco safras de milho em sistema plantio direto, em Nitossolo Vermelho distroférrico, as doses recomendadas para adubação com fertilizantes orgânicos a partir de cama de aves, com expectativa de produtividade igual ou superior a 8.000 kg ha-1, poderá ser realizada a partir das doses de 100 kg ha-1 de N na forma de OP e M e 121 kg ha-1 de N na OF. Doses crescentes dos fertilizantes OP, OF e M elevam os teores de carbono orgânico, N e P disponível no solo, na camada superficial (0,0–0,1 m), e de K trocável até 0,2 m, o que permite obter teores de N, P e K no tecido vegetal dentro da faixa de suficiência na cultura do milho.


Palavras-chave


plantio direto; resíduo orgânico; fertilizante peletizado; fertilizante farelado

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-1813