Mapeamento de produtividade, retorno econômico, condutividade elétrica do solo e zonas de manejo de milho irrigado para silagem

Alberto Carlos de Campos Bernardi, Oscar Tupy, Karoline Eduardo Lima Santos, Giulia Guillen Mazzuco, Giovana Maranhão Bettiol, Ladislau Marcelino Rabello, Ricardo Yassushi Inamasu

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a variabilidade espacial e temporal do rendimento de milho irrigado para silagem, bem como seu retorno econômico. O estudo foi conduzido em área de 18.9 ha de produção de silagem de milho irrigado, no Município de São Carlos, no Estado de São Paulo. Foram modelados, por meio de semivariogramas, variabilidade espacial da produtividade em três safras, produtividade normalizada, custo de produção, lucro e condutividade elétrica (CE) do solo. Os mapas de produtividade foram obtidos por krigagem, e as zonas de manejo foram mapeadas com base na produtividade média, no índice de normalização e na CE. Os resultados mostraram estrutura da variabilidade espacial do rendimento de milho, do custo de produção, do lucro e da CE do solo dentro da área irrigada. As ferramentas da agricultura de precisão adotadas foram úteis para indicar zonas de maior rendimento e retorno econômico. As sequências de mapas de rendimento e a análise de sua variabilidade espacial e temporal permitem a definição de zonas de manejo, e a CE do solo relaciona-se positivamente à produção de milho.


Palavras-chave


Zea mays; retorno econômico; zonas de manejo; condutividade elétrica do solo; estabilidade temporal; mapa de produtividade

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461