Métodos de poda sobre o desempenho produtivo e potencial enológico da uva 'Nebbiolo

Ricardo Allebrandt, José Luiz Marcon Filho, Douglas André Würz, Betina Pereira de Bem, Aike Anneliese Kretzschmar, Leo Rufato

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes métodos de poda sobre o desempenho produtivo e o potencial enológico da Vitis vinifera 'Nebbiolo', cultivada em regiões de elevada altitude no Estado de Santa Catarina. O trabalho foi realizado em um vinhedo comercial localizado em São Joaquim, SC, durante os ciclos 2011/2012 e 2014/2015. Os tratamentos consistiram de quatro sistemas de poda: Guyot, Guyot Arch e Cazenave (poda longa) e cordão esporonado (poda curta). Foram avaliadas a produção, o equilíbrio vegeto-produtivo e a composição das uvas. Nos sistemas de poda longa, observou-se produção média de 2,0 kg por planta e índice de Ravaz abaixo de 2, sem alteração da composição das bagas. Nas plantas com poda em cordão esporonado, houve produção apenas em 2015, com quatro cachos a cada dez plantas. A produtividade e a produção da uva 'Nebbiolo' podem ser aumentadas sem perda de potencial enológico, em regiões de altitude do Estado de Santa Catarina. Os métodos de poda longa testados são indicados para o cultivo da uva 'Nebbiolo', porque todos conferem produção similar e vigor ao vinhedo


Palavras-chave


Vitis vinifera; Guyot; Guyot Arch; Cazenave; índice de Ravaz; viticultura

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-4231 / 3448-4162 - Fax: (61) 3272-4168