Filmes compósitos de galactomanana de algaroba e gelatina de tilápia-do-nilo com nanocristais de celulose

Mabel Ribeiro da Cruz, João Paulo Saraiva Morais, Celli Rodrigues Muniz, Morsyleide de Freitas Rosa, Men de sá Moreira de Souza Filho, Henriette Monteiro Cordeiro de Azeredo

Resumo


O objetivo deste trabalho foi determinar uma combinação adequada entre o polissacarídeo galactomanana de algaroba e a proteína gelatina de tilápia-do-nilo no filme compósito galactomanana/gelatina para aplicações em embalagem de alimentos, e avaliar a influência de nanocristais de celulose (NCC) sobre o filme. A galactomanana e a gelatina foram extraídas de sementes de algaroba e resíduos de tilápia-do-nilo, respectivamente, e os NCC de vagens de algaroba, por hidrólise ácida. A proporção galactomanana:gelatina com a melhor combinação de propriedades mecânicas e de barreira foi usada para produzir filmes bionanocompósitos, pela adição de diferentes teores de NCC à dispersão de galactomanana/gelatina. A proporção galactomanana:gelatina de 1:1 apresentou boa combinação entre permeabilidade a vapor de água (PVA) e resistência mecânica. As propriedades dos filmes foram melhoradas pela adição de NCC, principalmente a 5% (m/m), que produziu os máximos valores de resistência e módulo, com mais de 30% de aumento em relação ao filme controle, e os menores valores de PVA, 23% a menos que o controle. Maiores teores de NCC resultaram em agregação dos nanocristais e prejudicaram as propriedades de barreira e mecânicas. O filme nanocompósito com galactomanana, gelatina e NCC nas respectivas proporções de 1:1:0,1 apresentam as melhores propriedades gerais para aplicações em embalagem de alimentos.

Palavras-chave


Prosopis juliflora; bionanocompósitos; embalagem; polissacarídeo; proteína

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-1813