Perfil sensorial de bebidas de café conilon do Estado do Espírito Santo

André Luiz Buzzo Mori, Aline de Oliveira Garcia, Maria Amélia Gava Ferrão, Aymbiré Francisco Almeida da Fonseca, Romário Gava Ferrão, Marta de Toledo Benassi

Resumo


O objetivo deste trabalho foi apresentar uma descrição sensorial de bebidas de café conilon (Coffea canefora) produzidas a partir de genótipos desenvolvidos para o Estado do Espírito Santo. Foram avaliados os genótipos 'Diamante ES8112', 'ES8122' e 'Centenária ES8132'. Nove amostras oriundas de três clones (genótipos) de cada cultivar, procedentes de duas regiões distintas do estado, foram analisadas. Uma equipe de testadores para a avaliação sensorial de café foi treinada para a obtenção do perfil descritivo e a seleção de termos. As bebidas de café foram descritas como apresentando uma maior intensidade dos atributos fragrância do pó de café, aroma característico da bebida, corpo, sabor característico e sabor residual, e uma menor intensidade de amargor, acidez, adstringência e defeitos. Os termos amargor, forte, encorpado, adstringência e sabor residual característico de café foram os mais relevantes na caracterização das bebidas das cultivares de C. canephora estudadas. A acidez é o atributo com maior impacto sobre a qualidade global da bebida de C. canephora. As bebidas dos clones das cultivares 'Diamante', 'ES8122' e 'Centenária ES8132' classificam-se como na faixa de qualidade tradicional, porém próxima à categoria superior.


Palavras-chave


Coffea canephora; Centenária ES8132; Diamante ES8112; ES8122; análise sensorial

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461