Diversidade genética e estrutura das populações de milho nativo do noroeste do México

Isrrael Vega-Alvarez, Amalio Santacruz-Varela, Mario Rocandio-Rodríguez, Leobigildo Córdova-Téllez, Higinio López-Sánchez, Abel Muñoz-Orozco, Aurelio Hernández-Bautista

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a diversidade genética de nove raças de milho (Zea mays ssp. mays) do Noroeste do México e uma população de teosinto da raça Balsas (Zea mays ssp. parviglumis). Foram identificados 649 alelos, uma média de 20,9 alelos por locus, utilizando 31 loci microssatélites. Desses, 84,3% eram polimórficos e apresentaram heterozigosidade esperada de 0,49. A representação gráfica da análise de fatores principais (PCoA) mostrou ampla variação e distribuição populacional. O maior valor probabilístico obtido com o critério ΔK confirmou a existência dos cinco grupos populacionais agrupados com o modelo bayesiano. Esse agrupamento coincide com a distribuição populacional observada no gráfico PCoA. As raças de milho examinadas apresentam ampla diversidade genética entre e dentro das populações avaliadas.


Palavras-chave


Zea mays; estratégias conservacionistas; raças nativas; microssatélites; melhoramento vegetal.

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-4231 / 3448-4162 - Fax: (61) 3272-4168