Caracterização morfofisiogenética de biótipos de leiteira com baixa resistência ao glifosato

Dirceu Agostinetto, André da Rosa Ulguim, Leandro Vargas, Jessica Dias Gomes da Silva, Ana Claudia Langaro

Resumo


O objetivo deste trabalho foi comparar biótipos de leiteira (Euphorbia heterophylla) quanto a suas características morfológicas, assim como determinar sua similaridade genética no Rio Grande do Sul e confrontar o ponto de compensação de luz de biótipos suscetíveis e com baixa resistência ao glifosato. Além da análise morfológica, o estudo incluiu a caracterização genética, por meio de AFLP, dos biótipos suscetíveis (GR50 = 58,65 g ha-1 e.a.) e dos biótipos com baixa resistência (GR50 = 310,36 g ha-1 e.a.) ao glifosato. A habilidade competitiva dos biótipos foi inferida por meio de seus pontos de compensação de luz. As características morfológicas observadas não permitem diferenciar os biótipos quanto à localização geográfica ou ao grau de resistência ao glifosato. A análise genética identificou baixa diversidade genética entre os 15 biótipos de leiteira testados, com formação de elevado número de subgrupos. Os biótipos com baixa resistência formaram um grupo isolado. Os biótipos suscetíveis apresentaram os menores valores de ponto de compensação de luz e, possivelmente, têm maior habilidade competitiva em condições de baixa luminosidade. As características avaliadas não permitem diferenciar os genótipos com diferentes níveis de resistência ao glifosato.


Palavras-chave


Euphorbia heterophylla; AFLP; habilidade competitiva; herbicida inibidor de EPSPs; ponto de compensação de luz; resistência a herbicidas

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-4231 / 3448-4162 - Fax: (61) 3272-4168