Análise econômica de consórcios de sorgo com forrageiras ou guandu-anão sucedidos por soja ou milho

Isabô Melina Pascoaloto, Marcelo Andreotti, Sanderley Simões da Cruz, Omar Jorge Sabbag, Emerson Borghi, Gilmar Cotrin de Lima, Viviane Cristina Modesto

Resumo


O objetivo deste trabalho foi determinar a opção economicamente mais viável do sistema de integração lavoura-pecuária em plantio direto, com sorgo consorciado com forrageiras tropicais ou guandu-anão, sucedido por soja ou milho, pelo período de dois anos. O experimento foi realizado em delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições. Os tratamentos consistiram de sorgo-forrageiro consorciado com: capim 'Marandu'; capim 'Marandu' e guandu-anão; capim 'Mombaça'; capim 'Mombaça' e guandu-anão; e guandu-anão e sorgo solteiro, colhidos para silagem no primeiro corte e na rebrota, sucedidos por soja ou milho. Os seguintes cálculos foram feitos: custo operacional efetivo, custo operacional total, receita bruta, lucro operacional, índice de lucratividade, preço de equilíbrio e produtividade de equilíbrio. Estas variáveis foram determinadas para as culturas individuais e para a soma das culturas que ocuparam a mesma área ao longo do tempo. Os consórcios de sorgo com capim 'Mombaça', com ou sem guandu-anão, apresentaram produtividade e lucratividade, respectivamente, 18 e 44% menores do que os consórcios de sorgo com capim 'Marandu', com ou sem guandu-anão. A soja em sucessão demanda menor controle químico do cultivo antecedente de capim 'Mombaça' que o milho em sucessão.


Palavras-chave


Cajanus cajan; Megathyrsus maximus; Urochloa brizantha; integração lavourapecuária; plantio direto; rentabilidade

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461