Propagação vegetativa e aplicação da silvicultura clonal em espécies arbóreas nativas do Brasil

Carlos André Stuepp, Ivar Wendling, Aloisio Xavier, Katia Christina Zuffellato-Ribas

Resumo


A compreensão dos mecanismos envolvidos na maturação em espécies arbóreas, relacionados principalmente aos efeitos da idade ontogenética, tem contribuído de forma significativa ao processo de propagação vegetativa de espécies nativas, com consequente aplicação da silvicultura clonal. Uma série de metodologias tem sido desenvolvida para o resgate e a propagação vegetativa dessas espécies para fins silviculturais e de restauração ambiental. No entanto, ainda precisam ser mais bem alinhados os tipos e os propósitos da propagação, bem como a escolha dos processos e dos propágulos adequados tendo em vista os objetivos almejados. Além disso, há uma lacuna evidente de conhecimento e um grande potencial referente ao uso de espécies arbóreas nativas na silvicultura clonal brasileira, o que indica a necessidade de maior afinidade entre estudos de propagação vegetativa e do vigor desses materiais em campo. Assim, esta revisão tem por objetivo auxiliar no entendimento das diferentes técnicas e de suas aplicações na propagação vegetativa e na silvicultura clonal de espécies arbóreas nativas, bem como propor uma sequência esquemática das etapas envolvidas nesses processos para fins produtivos e ambientais.

 

Palavras-chave


alporquia; estaquia; enxertia; miniestaquia; rejuvenescimento de espécies florestais; resgate vegetativo

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461