Caracterização de clones de eucalipto sujeitos a danos provocados pelo vento

Antonio Jose Vinha Zanuncio, Amélia Guimarães Carvalho, Angelica de Cassia Oliveira Carneiro, Paulina Valenzuela, William Gacitúa, Fernando Palha Leite, Jorge Luiz Colodette

Resumo


O objetivo deste trabalho foi testar uma nova metodologia para avaliar a resistência das árvores aos danos causados pelos ventos e determinar as características que aumentam a resistência dos clones a estes danos. A resistência das árvores à ruptura e a tensão de crescimento, assim como a densidade básica, ultraestrutura, anatomia e propriedades mecânicas da madeira foram avaliadas em sete clones de Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla, recolhidos de uma região com uma alta incidência de danos provocados pelo vento. O coeficiente de correlação de Pearson entre a resistência à ruptura da árvore e a relação entre a área danificada pelos ventos e a área total plantada foi -0,839, mostrando a eficiência da metodologia adotada e que alta resistência à quebra resulta em baixa área afetada por danos pelos ventos. Árvores com uma alta densidade básica, fração da parede celular, módulo de elasticidade da lamela média e fibras, dureza da fibra, módulo de ruptura, tensão de crescimento e baixo ângulo microfibrilar e altura e largura dos raios apresentaram maior resistência a danos causados pelo vento. Portanto, a seleção de clones com estas características pode reduzir a incidência de danos causados por ventos em plantações de eucalipto.


Palavras-chave


Eucalyptus grandis × Eucalyptus urophylla; densidade básica; fração de parede celular; ultraestrutura da parede celular; fibra; madeira

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-4231 / 3448-4162 - Fax: (61) 3272-4168