Desempenho produtivo de soja e milho submetidos à aplicação foliar de magnésio

Lucas Miguel Altarugio, Marcos Harm Loman, Matheus Gomes Nirschl, Rafael Gil Silvano, Eduardo Zavaschi, Leandro de Mello Silva Carneiro, Godofredo Cesar Vitti, Pedro Henrique Cerqueira Luz, Rafael Otto

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da aplicação foliar de magnésio no desempenho produtivo de soja (Glycine max) e milho (Zea mays) em solo com níveis adequados de saturação por base e conteúdo de magnésio, no Brasil. Os experimentos foram desenvolvidos em Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico cultivado com soja e milho nas safras 2013/14 e 2014/15, respectivamente. Os tratamentos consistiram de aplicação foliar de doses de Mg (50, 100, 250, 500, 1.000 e 1.500 g ha-1 e controle sem Mg) nos estádios fenológicos V4, R1 e R5.1 (soja) ou V4 e R2 (milho), na forma de sulfato de magnésio heptahidratado (MgSO4∙7H2O). Avaliaram‑se o índice SPAD, teor foliar de Mg, produtividade de grãos e massa de 100 grãos. A aplicação foliar de Mg aumentou o índice SPAD na cultura da soja e o teor foliar de Mg na cultura do milho. As doses de Mg de 540 e 890 g ha-1 proporcionaram incrementos de 325 e 737 kg ha-1 na produtividade da soja e do milho, respectivamente, independentemente do estádio fenológico. A aplicação foliar de Mg no estádio reprodutivo aumentou em 2% a massa de 100 grãos de ambas culturas. A pulverização foliar de Mg melhora os parâmetros produtivos das culturas de soja e milho.


Palavras-chave


Glycine max; Zea mays; adubação foliar; sulfato de magnésio

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461