Simulação de deficit hídrico in vitro para seleção de bananeiras tolerantes à seca

Alice Lichs Marssaro, Lucymeire Souza Morais-Lino, Jailson Lopes Cruz, Carlos Alberto da Silva Ledo, Janay Almeida dos Santos-Serejo

Resumo


O objetivo deste trabalho foi determinar uma metodologia para simulação de estresse hídrico in vitro, para seleção de genótipos de bananeira (Musa sp.) tolerantes à seca. As cultivares BRS Tropical e Prata Anã foram cultivadas in vitro em meio MS líquido, contendo sacarose e benzilaminopurina (BAP), e suplementado com diferentes concentrações de polietileno glicol ou de sorbitol. Avaliou-se o índice de estabilidade de rendimento de matéria seca. O cultivo por 30 dias em meio contendo 15 g L-1 de PEG ou 36,4 g L-1 de sorbitol é apropriado para simular a condição de estresse hídrico in vitro. 

 


Palavras-chave


Musa; PEG; sorbitol; cultura de tecido

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-4231 / 3448-4162 - Fax: (61) 3272-4168