Qualidade das silagens de seis cultivares de sorgo para ovinos

Brena Santos Oliveira, Luiz Gustavo Ribeiro Pereira, José Augusto Gomes Azevêdo, José Avelino Santos Rodrigues, Frederico Osório Velasco, André Luiz Alves Neves, Rogério Martins Maurício, Rui da Silva Verneque, Rafael Dantas dos Santos

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade da silagem, o perfil de fermentação, o consumo e a digestibilidade de seis cultivares de sorgo para alimentação de ovinos. 'SF 15', 'IPA 2502', 'BRS 655', 'BR 601', 'BRS 506' e 'Sudão' foram cultivadas em delineamento de blocos ao acaso com cinco repetições, colhidos e ensilados quando as plantas atingiram o estádio pastoso da maturidade dos grãos. A qualidade da silagem foi determinada em silos de laboratório. O consumo e a digestibilidade aparente foram determinados durante 22 dias, tendo-se utilizado 24 cordeiros da raça Santa Inês (35,5±2,21 kg) distribuídos aleatoriamente entre os tratamentos. A silagem de 'IPA 2502' apresentou os menores teores de matéria seca, fibra em detergente neutro e fibra em detergente ácido; os maiores teores de carboidratos não fibrosos e nutrientes digestíveis totais; e a maior degradabilidade da matéria seca. As silagens oriundas de 'BR 601' e 'BRS 506' apresentaram os maiores valores de proteína bruta, enquanto aquelas de 'SF 15' e 'Sudão', os maiores teores das frações fibrosas. Os cordeiros alimentados com a silagem de 'IPA 2502' consumiram mais matéria seca e carboidratos não fibrosos, e a sua digestibilidade de proteína bruta também foi maior do que a oriunda do consumo da silagem de outras cultivares. 'IPA 2502' destaca-se por suas características nutricionais, as quais resultaram em melhor desempenho animal.


Palavras-chave


Sorghum; digestibilidade; perfil de fermentação, valor nutricional; ruminantes; condições semiáridas

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461