Análise de vizinhança na avaliação de genótipos de cana‑de‑açúcar

Liliam Silvia Candido, Dilermando Perecin, Marcos Guimarães de Andrade Landell, Bruno Ettore Pavan

Resumo


O objetivo deste trabalho foi estudar diferentes covariáveis de competição em análises de vizinhança, e verificar sua eficiência no aumento da precisão experimental e as consequências no ordenamento de genótipos de cana-de-açúcar em termos de potencial produtivo. Foram utilizados dados da rede de ensaios do programa de melhoramento de cana-de-açúcar do Instituto Agronômico, instalados em 2002. O delineamento foi em blocos ao acaso, com três repetições. As parcelas constituíram-se de cinco sulcos de 8 m, espaçados 1,50 m entre si. A produtividade de colmos por hectare (TCH, Mg ha-1) foi avaliada no primeiro e terceiro cortes. As covariáveis "lateral", "ponta" e "quatro vizinhos" foram incluídas nos métodos de Papadakis, em duas variações do método médias móveis. Os métodos de Papadakis e médias móveis 1 não alteraram a precisão experimental em comparação à análise tradicional. O método médias móveis 2 reduziu a variância ambiental, mas alterou as estimativas da variância genotípica e o ordenamento dos genótipos, o que pode induzir a conclusões equivocadas na seleção. Embora a covariável "lateral" tenha sido influente na competição, o efeito em parcelas de cinco sulcos é pequeno.


Palavras-chave


<i>Saccharum</i>; covariância; médias móveis; Papadakis; precisão experimental

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461