Divergência genética entre acessos de açaizeiro do tipo branco com base em caracteres morfoagronômicos

Angela Maria de Sousa, Maria do Socorro Padilha de Oliveira, João Tomé de Farias Neto

Resumo


O objetivo deste trabalho foi quantificar a divergência genética entre acessos de açaizeiro (Euterpe oleracea) do tipo branco, por meio de caracteres morfoagronômicos. Os acessos pertencem ao Banco Ativo de Germoplasma do Açaí, da Embrapa Amazônia Oriental. Avaliaram-se 13 caracteres, em 26 acessos procedentes de seis municípios paraenses. Os dados foram submetidos às análises de deviance e multivariadas, com base na distância euclidiana média, com agrupamentos pelos métodos de Tocher e “unweighted pair group method with arithmetic mean” (UPGMA). Os acessos diferiram quanto a oito caracteres. As distâncias entre os acessos variaram de 0,64 a 2,62, com média de 1,36, tendo-se formado quatro grupos pelo método de Tocher e dois pelo UPGMA. Sete componentes principais explicaram 88,03% da variação, cuja dispersão gráfica mostrou a tendência de formação de quatro grupos. Os caracteres massa de cem frutos, número de ráquilas por cacho e rendimento de frutos por cacho foram os que mais contribuíram para a divergência, e os acessos dos municípios de Breves, Curralinho e Limoeiro do Ajuru foram os mais divergentes. Portanto, os acessos de açaizeiro branco expressam forte divergência e variabilidade, o que favorece a seleção de indivíduos desejáveis.


Palavras-chave


Euterpe oleracea; distância euclidiana; agrupamentos

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-4231 / 3448-4162 - Fax: (61) 3272-4168