Grupos de contemporâneos na avaliação genética de gado Nelore por inferência bayesiana

Delvan Alves da Silva, Fabyano Fonseca e Silva, Henrique Torres Ventura, Vinícius Silva Junqueira, Alessandra Alves da Silva, Rodrigo Reis Mota, Paulo Sávio Lopes

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar os critérios para formação de grupos de contemporâneos (GCs) na avaliação genética de peso ao desmame em bovinos Nelore. Foram utilizados 713.474 registros de 3.066 rebanhos localizados no Centro-Oeste e no Norte do Brasil. Os dados foram provenientes do Serviço de Registro Genealógico das Raças Zebuínas da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu. As estruturas de dados foram definidas com base no número de desvios-padrão (DPs) para remoção de outliers (±2,0, ±2,5, ±3,0 e ±3,5) e no número mínimo de animais por GC (3, 7 e 15). A avaliação genética foi realizada por meio de modelo animal via inferência bayesiana. As estruturas de dados com ±3,5 DPs e GC com mínimo de 15 animais apresentaram a maior variância genética aditiva (82,65±2,93), e aquelas com ±2,0 DPs e GC com mínimo de 3 animais, a menor (60,23±1,96). A formação correta de GCs resulta em arquivos de dados mais consistentes, o que permite obter estimativas mais confiáveis dos parâmetros genéticos. As melhores respostas à seleção são obtidas ao se adotar os seguintes critérios para remoção de outliers: 2,5, 3,0 e 3,5 desvios-padrão e mínimo de 15 animais por grupo de contemporâneos.


Palavras-chave


herdabilidade; outliers; zebu

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-4231 / 3448-4162 - Fax: (61) 3272-4168