Produção de fitomassa em sistemas de produção de soja em sucessão a culturas e plantas de cobertura

Leandro Pereira Pacheco, Andressa Selestina Dalla Côrt São Miguel, Rayane Gabriel da Silva, Edicarlos Damacena de Souza, Fabiano André Petter, Claudinei Kappes

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção de fitomassa (folhas e caules) de culturas anuais e plantas de cobertura semeadas em safrinha e seus efeitos na produtividade da soja em sucessão.
O experimento foi conduzido nas safras de 2014/2015 e 2015/2016. A soja foi semeada nas safras e nas safrinhas, em delineamento de blocos ao acaso, em nove sistemas de produção (tratamentos) constituídos de culturas anuais (milho, girassol e feijão-caupi) e plantas de cobertura (Pennisetum glaucum, Crotalaria breviflora, C. spectabilis, Urochloa ruziziensis, Cajanus cajan, Stylosanthes sp. e U. brizantha), em cultivos solteiros ou consorciados, além de pousio como controle. Os cultivos solteiros de P. glaucum e U. ruziziensis apresentaram estabelecimento e crescimento mais rápido, maior fitomassa total e taxa de cobertura do solo na safra de 2014. Em 2015, o milho consorciado com U. ruziziensis e C. spectabilis, e o girassol com U. ruziziensis se destacaram na produção de fitomassa total, durante o florescimento e após a colheita dos grãos do milho e do girassol. A composição das fitomassas nos sistemas apresentou maiores proporções de caules do que de folhas, com destaque para C. spectabilis após a senescência. Semeada em safrinha, C. spectabilis promove aumento de produtividade de soja em sucessão, no sistema plantio direto.


Palavras-chave


produtividade de grãos; plantio direto; safrinha

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-4231 / 3448-4162 - Fax: (61) 3272-4168