Desempenho fotossintético de genótipos contrastantes de pinhão‑manso durante estádios de florescimento e frutificação

Gisele Pereira Domiciano, Adilson Kenji Kobayashi, Hugo Bruno Correa Molinari, Bruno Galveas Laviola, Alexandre Alonso Alves

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar processos fisiológicos em genótipos contrastantes de pinhão-manso (Jatropha curcas), durante as fases de florescimento e frutificação. As trocas gasosas foram mensuradas com analisador de gás por infravermelho, e as características morfológicas foram avaliadas em cada fase sob condições naturais, em delineamento de blocos ao acaso, com cinco repetições. As diferenças no rendimento entre os acessos de J. curcas não estiveram relacionadas ao desempenho fotossintético, mas sim ao número de inflorescências e flores femininas, que são geneticamente determinadas. Além disso, a assimilação líquida de CO2 foi similar em ambos os genótipos, apesar de eles terem diferido na produção de frutos. Os genótipos diferiram consistentemente quanto à eficiência de carboxilação e à regeneração da ribulose bifosfato. Finalmente, o crescimento de ramo de J. curcas não é prejudicado pelo aumento no dreno durante a frutificação, e os frutos possivelmente estavam exercendo efeito positivo na assimilação líquida de CO2, o que pode ter permitido que as plantas mantivessem o crescimento ao produzir flores e frutos.


Palavras-chave


Jatropha curcas; biodiesel; eficiência de carboxilação; trocas gasosas; capacidade fotossintética

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-1813