Acúmulo de forragem e valor nutritivo do híbrido de Urochloa 'BRS RB331 Ipyporã' sob pastejo intermitente

Joilson Roda Echeverria, Valéria Pacheco Batista Euclides, Andre Fischer Sbrissia, Denise Baptaglin Montagner, Rodrigo Amorim Barbosa, Nayana Nazareth Nantes

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o acúmulo de forragem e o valor nutritivo do híbrido de Urochloa 'BRS RB331 Ipyporã' (Urochloa brizantha x Urochloa ruziziensis) submetido à pastejo intermitente. Os tratamentos corresponderam às combinações entre as condições de pré‑pastejo, interceptação de 95% da luz incidente e máxima interceptação de luz, e as de pós‑pastejo, 10 e 15 cm de altura de resíduo, em delineamento de blocos ao acaso, em arranjo fatorial 2x2, com quatro repetições. Pastos manejados com 95% de interceptação da luz apresentaram maior taxa de acúmulo de forragem, proporção de folhas, relação folha:colmo, teor de proteína bruta e densidade populacional de perfilhos basilares (DPPb), em comparação àqueles manejados com máxima interceptação da luz. Pastos manejados com 15 cm de altura do resíduo apresentaram maior DPPb do que os manejados com 10 cm e apresentaram pequena variação de DPPb entre as estações do ano avaliadas, independentemente do tratamento. Pastos do híbrido interespecífico de Urochloa 'BRS RB331 Ipyporã' apresentam maior acúmulo de forragem e maiores teores de proteína bruta e digestibilidade in vitro da matéria orgânica e menores teores de fibra em detergente neutro na fração folha, quando manejados com 95% de IL nas condições de pré‑pastejo, com 30 cm de altura do dossel, associada com 15 cm de altura de resíduo.

Palavras-chave


Brachiaria brizantha; Brachiaria ruziziensis; altura do dossel; densidade populacional de perfilhos; híbrido de braquiária; manejo de pastejo

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461