Qualidade dos frutos de genótipos brasileiros de goiabeira-serrana na colheita e após o armazenamento

Cassandro Vidal Talamini do Amarante, Alexandra Goede de Souza, Thalita Dal Toé Benincá, Cristiano André Steffens

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar os atributos físico-químicos e o conteúdo de vitamina C em frutos de cinco genótipos brasileiros de goiabeira-serrana (Acca sellowiana), na colheita e após o armazenamento refrigerado. Foram estudadas as cultivares Alcântara, Mattos, Helena e Nonante, e o acesso 2316. Avaliaram-se os atributos: perda de massa fresca, acidez titulável, teores de sólidos solúveis, relação sólidos solúveis/acidez titulável, pH, coloração da casca e da polpa, textura e conteúdo de vitamina C (casca e polpa). Após o armazenamento, houve redução de 2,9% nos teores de sólidos solúveis, de 32,2% na acidez titulável e de aproximadamente 85% nos atributos de textura, além de aumentos de 36,3% na relação sólidos solúveis/acidez titulável e de 21,7% no pH dos frutos. O conteúdo de vitamina C na casca foi superior ao da polpa, e aumentou na casca e na polpa após o armazenamento. Frutos de 'Alcântara' apresentam os maiores conteúdos de vitamina C na casca e na polpa. Frutos de 'Nonante' e 'Mattos' apresentam melhor preservação dos atributos de textura, e frutos de 'Nonante', menor escurecimento de polpa durante o armazenamento.


Palavras-chave


Acca sellowiana, ácido ascórbico; alimento funcional; frutíferas nativas; antioxidante natural; pós-colheita; sólidos solúveis

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-4231 / 3448-4162 - Fax: (61) 3272-4168