Desempenhos produtivo e reprodutivo de ovelhas Santa Inês alimentadas com dietas suplementadas com gordura protegida no pós-parto

Marcos Paulo dos Santos, Marcelo Marcondes de Godoy, Cleber Luiz de Souza, Roberta de Moura Assis, Cassius Vinicius Barbosa Sena

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da inclusão de gordura protegida no concentrado sobre os desempenhos produtivo e reprodutivo de ovelhas Santa Inês em confinamento, até 60 dias após o parto. Utilizaram-se 36 ovelhas Santa Inês prenhes, com idade média de 24 meses e peso inicial de 46,5±7,9 kg. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado com três tratamentos: SC, suplemento concentrado; G5, suplemento concentrado, com 5,5% de gordura protegida (GP); e G10, suplemento concentrado, com 13,5% de GP. Os parâmetros de desempenho produtivo foram avaliados quinzenalmente. Aos 60 dias após o parto, determinaram-se a composição química do leite e os parâmetros reprodutivos. A inclusão de GP no concentrado não influenciou as seguintes variáveis: peso corporal, escore de condição corporal, período de serviço, intervalo do parto ao primeiro estro e composição química do leite. A suplementação com ou sem GP permitiu que as ovelhas mantivessem o peso corporal até 60 dias após o parto, o que melhorou o escore de condição corporal. A inclusão de GP no concentrado não altera o desempenho produtivo de ovelhas Santa Inês confinadas; entretanto, compromete a reprodução por resultar em menores taxas de probabilidade de prenhez.


Palavras-chave


peso corporal; ovinos; ácidos graxos poli-insaturados; suplementação

Texto completo:

PDF (English) PDF


Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-4231 / 3448-4162 - Fax: (61) 3272-4168