Matéria orgânica e agregação do solo após conversão de “campos de murundus” em sistema plantio direto

Edicarlos Damacena Souza, Marco Aurélio Carbone Carneiro, Helder barbosa Paulino, Diego Oliveira Ribeiro, Cimélio Bayer, Leonardo Ricardo Rotta

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da conversão de áreas de campos de murundus para sistemas agrícolas de plantio direto (PD) nos estoques de C orgânico e de N total do solo, em suas frações na matéria orgânica do solo e na estabilidade de agregados. O estudo foi realizado em uma cronossequência com
7, 11 e 16 anos de conversão para o PD, e em duas áreas de referência caracterizadas como topo dos murundus (TM) e entre os murundus (EM). O teor de C nos solos variou de acordo com o tempo de conversão para areas agrícolas, em todas as profundidades, com exceção da área EM. Os estoques de C sofreram efeitos negativos da conversão da área nativa em agrícola, e os maiores estoques foram observados nas áreas EM e TM. O índice de manejo de C aumentou com o tempo de adoção do PD, em relação ao TM, e os atributos do solo melhoraram com o aumento no tempo de adoção de 7 para 16 anos de PD, mas os estoques de C orgânico nas áreas convertidas não retornam aos níveis observados nas áreas referências.


Palavras-chave


Cerrado, cronossequência de cultivos, estabilidade de agregados, estoque de carbono no solo, fração lábil, índice de manejo do carbono

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461