Volatilização de amônia proveniente de fertilizantes minerais mistos contendo ureia

Gabriela Cemirames de Sousa Gurgel, Anderson Claiton Ferrari, Ademir Fontana, José Carlos Polidoro, Leonardo de Andrade Martins Coelho, Everaldo Zonta

Resumo


O objetivo deste trabalho foi selecionar um método para estimar o N-NH3 perdido por volatilização e determinar essas perdas em fertilizantes mistos contendo ureia. Um experimento foi realizado em casa de vegetação, em bandejas preenchidas com solo arenoso, com as doses de ureia de 0, 50, 100 e 200 kg ha-1 de N. A amônia volatilizada foi quantificada por três métodos: CSA, coletor semiaberto; Sale, coletor semiaberto livre estático; e CA, coletor aberto. Em um segundo experimento, avaliou-se a volatilização de amônia proveniente de 18 fertilizantes mistos com ureia, ácidos húmicos e zeólita, em solos com textura arenosa e argilosa, na dose de 200 kg ha-1 de N. O CSA foi o método que recuperou mais N, seguido do Sale e do CA. O Sale é mais adequado para experimentos com elevado número de unidades amostrais, por ser mais prático. Os fertilizantes minerais mistos com ureia e ácido húmico (5 e 10%) e com ureia e zeólita (10%) apresentaram os melhores resultados na mitigação da volatilização da amônia, com redução nas perdas de N-NH3 de até 38%. Os tratamentos são mais efetivos no combate à volatilização no solo de textura arenosa.


Palavras-chave


ácidos húmicos, coletores semiabertos, fertilizantes nitrogenados, fertilizantes organominerais, perdas de N, zeólita

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461