Seleção de indicadores da qualidade do solo para diferentes sistemas de manejo do solo no Cerrado

Diane Cristina Stefanoski, Cícero Célio de Figueiredo, Glenio Guimarães Santos, Robélio Leandro Marchão

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar indicadores da qualidade do solo, obtidos de diferentes bases de dados, para comparar sistemas de manejo do solo no Cerrado. Três critérios foram utilizados para a seleção de indicadores físicos, químicos e biológicos do solo: o conjunto completo de indicadores obtido, com 36 parâmetros, entre os quais todas as propriedades físicas, químicas e biológicas foram determinadas; um subconjunto de indicadores selecionados por análise de componentes principais (20 parâmetros); e um subconjunto de indicadores com alguma frequência de uso na literatura (16 parâmetros). Esses indicadores foram obtidos a partir dos seguintes sistemas de manejo: plantio direto, preparo convencional e cerrado nativo. As amostras de solo foram coletadas a 0,0–0,1 m de profundidade, e os indicadores de qualidade do solo foram submetidos à análise de variância e suas médias foram comparadas. A incorporação do solo de cerrado nativo à agricultura diminuiu a qualidade do solo. Os indicadores mais comumente utilizados na literatura científica são suficientemente sensíveis para detectar diferenças de qualidade do solo de acordo com o uso da terra. Portanto, a seleção de um conjunto mínimo de dados representativos pode ser mais útil do que um conjunto complexo de atributos, para comparar sistemas de manejo quanto à qualidade do solo.

Palavras-chave


plantio direto, análise de componentes principais, funcionamento do solo, saúde do solo, manejo do solo, segurança do solo.

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461