Espacialização em alta resolução de atributos da acidez de Latossolo por meio de sensoriamento em tempo real

Geomar Mateus Corassa, Telmo Jorge Carneiro Amado, Fabiano Maurício Tabaldi, Raí Augusto Schwalbert, Geovane Boschmann Reimche, Douglas Dalla Nora, Paulo José Alba, Tiago Andrade Neves Horbe

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar as relações da condutividade elétrica aparente (CEa), determinada
por sensoriamento em tempo real, com os atributos do solo e com a produção vegetal, além de espacializar de forma indireta e em alta resolução os componentes da acidez de um Latossolo Vermelho distrófico no Sul do Brasil. O sensoriamento do solo foi realizado em duas áreas agrícolas, com o sensor Veris 3100. O solo foi amostrado à profundidade de 0,00–0,15 m, com trado calador. Avaliou-se o índice de vigor do milho (IV) com
um sensor óptico, e a produtividade com sensores de produtividade e umidade. A associação dos atributos da
acidez do solo com a produtividade do milho e com a CEa foi determinada por meio de análises de correlação e de componentes principais. A CEa relacionou-se ao IV e à produtividade de milho. Além disso, na área com qualidade química inferior, a CEa apresentou relação positiva com os conteúdos de Ca2+, Mg2+, com pH em água, saturação e soma de bases, e com a capacidade de troca catiônica; e negativa com os valores de Al3+, saturação por alumínio e de H+Al3+. Na área com melhor qualidade química, a CEa apresentou relação com
Ca2+, Mg2+, matéria orgânica do solo e teor de argila.


Palavras-chave


agricultura de precisão, condutividade elétrica, fertilidade do solo, manejo sítio‑específico, matéria orgânica do solo, variabilidade espacial

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461