Modelagem matemática para gestão da capacidade de suporte de empreendimentos aquícolas em lagos e reservatórios

Guilherme Wolff Bueno, Dominique Bureau, James Owen Skipper-Horton, Rodrigo Roubach, Flávia Tavares de Mattos, Francisco Ernesto Moreno Bernal

Resumo


Áreas inundadas de reservatórios e lagos artificiais estão sendo cada vez mais utilizadas para a produção de peixes; contudo, os resíduos lançados pela aquicultura tornaram-se uma preocupação para o desenvolvimento sustentável desta atividade. Uma das principais estratégias adotadas pelos órgãos gestores e fiscalizadores consiste no uso de modelos hidrodinâmicos que calculam a capacidade de suporte ou de carga de nutrientes de um determinado corpo hídrico e a influência dos cultivos de peixes. Esses modelos são precisos no desenvolvimento de estratégias ideais de alimentação e cálculo de resíduos. Este trabalho de revisão aborda esta temática e traz uma descrição da metodologia desenvolvida para análise e simulação da capacidade de suporte para produção de pescados, baseada na integração do modelo bioenergético nutricional “Fish-PrFEQ” com o modelo hidrodinâmico de Dillon & Rigler. Esta metodologia permite avaliar a real contribuição de resíduos aquícolas e auxilia no planejamento e na gestão da aquicultura nestes ambientes aquáticos, além de possibilitar e incentivar que os produtores e a indústria aquícola utilizem rações de melhor qualidade nutricional e menor impacto ambiental.


Palavras-chave


modelagem hidrodinâmica; balanço de massa; bioenergética nutricional; resíduos sólidos; aquicultura sustentável

Texto completo:

PDF (English) PDF


Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-4231 / 3448-4162 - Fax: (61) 3272-4168